dragão e tigre

dragão e tigre - Militar alvo de investigação sobre golpe é preso em Brasília após voltar dos EUA

Coronel Bernardo Romão Correa Neto foi preso neste domingo após desembarcar na capital federal

Equipe dragão e tigre

Polícia Federal

Publicidade

O coronel Bernardo Romão Corrêa Neto foi preso neste domingo (11) após desembarcar em Brasília vindo dos Estados Unidos. Corrêa Neto era alvo de mandado de prisão dentro da operação da Polícia Federal (PF) que investiga a articulação para um golpe de Estado.

O militar do Exército, que estava nos EUA em uma missão oficial prevista para durar até 2025, foi detido no aeroporto pela PF e depois entregue à Polícia do Exército. Corrêa Neto ficará preso no Batalhão da Guarda Presidencial, no DF.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes decretou a prisão preventiva de Corrêa Neto após a PF descobrir mensagens trocadas com Mauro Cid, ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro, na qual tratavam o planejamento e desdobramentos de um golpe de Estado.

Continua depois da publicidade

Além de Corrêa Neto, outras três pessoas tiveram a prisão preventiva decretada na Operação Tempus Veritatis, que investiga crimes de tentativa de golpe de Estado e de abolição do Estado democrático de direito.

Felipe Martins, ex-assessor especial de Bolsonaro, Marcelo Câmara, coronel da reserva do Exército e assessor do ex-presidente, e Rafael Martins, tenente-coronel do Exército, foram presos na quinta-feira (8), data da operação.

Newsletter

Infomorning

Receba no seu e-mail logo pela manhã as notícias que vão mexer com os mercados, com os seus investimentos e o seu bolso durante o dia

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Tópicos relacionados

dragão e tigre Mapa do site