dragão e tigre

dragão e tigre - Haddad anuncia secretarios de Reformas, Tesouro, Receita e Política Econômica

Marcos Barbosa Pinto, Rogério Ceron, Guilherme Mello e Robinson Barreirinhas integram equipe econômica, que já tinha Gabriel Galípolo e Bernard Appy

Anderson Figo

O futuro ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT-SP), anunciou nesta quinta-feira (22) novos nomes que irão compor sua equipe. Os escolhidos vão comandar secretarias responsáveis por temas relacionados à condução da economia no novo governo de Luiz Inácio Lula da Silva.

Foram anunciados Marcos Barbosa Pinto como secretário de reformas econômicas; Rogério Ceron vai para o Tesouro Nacional; Guilherme Mello será secretário de política econômica; e Robinson Barreirinhas vai para a Receita Federal.

Segundo Haddad, o futuro secretário de Relações Internacionais do Ministério da Fazenda será anunciado na próxima semana. Sobre os futuros presidentes da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil, eles ainda não foram definidos, mas Haddad disse que as discussões sobre isso estão “mais adiantadas”.

Na semana passada, Haddad já havia confirmado os nomes de Gabriel Galípolo, que será o número 2 do ministério da Fazenda (secretário-executivo), e Bernard Appy, diretor do Centro de Cidadania Fiscal (CCiF), será o secretário especial para reforma tributária.

Novos nomes

Marcos Barbosa Pinto nasceu em 1977 e já trabalhou no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Ele também foi diretor da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e sócio da Gávea Investimentos.

Rogério Ceron é graduado e mestre em economia pela Unicamp. Foi diretor-presidente da São Paulo Parcerias, companhia responsável pela estruturação de concessões, PPPs e alienações de ativos na Prefeitura de São Paulo.

Guilherme Mello é professor de economia da Unicamp e foi coordenador do programa de governo de Lula. Ele é mestre em Programa de Pós-Graduação pela PUC-SP e doutor em Ciência Econômica pela Unicamp.

Robson Barreirinhas é formado em Direito pela Universidade de São Paulo (USP). Ele já atuou no município de São Paulo como procurador e secretário de Negócios Jurídicos e foi assessor do Superior Tribunal de Justiça (STF).

Ministros

O presidente eleito Lula anunciou hoje os nomes de mais 16 ministros de Estado. Geraldo Alckmin, vice eleito, vai assumir a pasta de Desenvolvimento, Indústria e Comércio. Os petistas Camilo Santana, Alexandre Padilha e Wellington Dias serão responsáveis por Educação, Relações Institucionais e Desenvolvimento Social, respectivamente.

Ao todo serão 37 ministérios, e segundo Lula isso não vai refletir diretamente em um aumento nos gastos. Os anunciados nesta quinta-feira se juntam aos nomes de Fernando Haddad para o Ministério da Fazenda; José Múcio para a Defesa; Flávio Dino para a Justiça; Mauro Vieira para o Itamaraty; e Rui Costa para a Casa Civil.

Lula deve anunciar mais nomes de ministros na segunda-feira (26). Veja abaixo a lista dos nomes que já foram anunciados.

Fernando Haddad (Fazenda)

José Múcio (Defesa)

Flávio Dino (Justiça)

Mauro Vieira (Itamaraty)

Rui Costa (Casa Civil)

Alexandre Padilha (Relações Institucionais)

Márcio Macedo (Secretaria-Geral da Presidência da República)

Jorge Messias (Advogado-Geral da União)

Nísia Trindade (Saúde)

Camilo Santana (Educação)

Esther Dweck (Gestão e Inovação)

Márcio França (Portos e Aeroportos)

Luciana Santos (Ciência e Tecnologia)

Cida Gonçalves (Mulher)

Wellington Dias (Desenvolvimento Social)

Margareth Menezes (Cultura)

Luiz Marinho (Trabalho)

Anielle Franco (Igualdade Racial)

Silvio Almeida (Direitos Humanos)

Geraldo Alckmin (Indústria e Comércio)

Vinicius Carvalho (Controladoria-Geral da União)

Newsletter

Infomorning

Receba no seu e-mail logo pela manhã as notícias que vão mexer com os mercados, com os seus investimentos e o seu bolso durante o dia

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Anderson Figo

Editor de Minhas Finanças do dragão e tigre, cobre temas como consumo, tecnologia, negócios e investimentos.

dragão e tigre Mapa do site