dragão e tigre

dragão e tigre - Suzano anuncia aumento do preço da celulose; Petrobras busca sócios e mais 12 notícias no radar

Confira os destaques do noticiário corporativo desta quarta-feira (28)

Lara Rizério

Publicidade

SÃO PAULO – As notícias corporativas seguem em destaque. A Cielo anunciou o pagamento de dividendos e juros sobre capital próprio aos seus acionistas e a Cosan comunicou que a Gávea Investimentos, do ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, reduziu sua fatia na empresa, enquanto, segundo O Estadão, a PDG está perto de pedir recuperação judicial. Já a Petrobras busca sócios. Veja os destaques do noticiário corporativo desta quarta-feira (28):  

Suzano
A Suzano Papel e Celulose (SUZB5) anunciou um aumento no preço lista da celulose fibra curta para a China para US$ 530 a tonelada; o novo preço é válido a partir de 1º de outubro. O último ajuste de preços anunciado pela Suzano foi em maio deste ano, válido a partir de 1º de junho, quando o valor na China passou para US$ 570 a tonelada. Desde então, os valores do insumo sofreram quedas consecutivas. Segundo dados semanais dos preços mundiais de referência da celulose obtidos pela Agência Estado, o valor médio na China atingiu US$ 486,42/ton ontem (27), um leve avanço de 0,13% contra a semana passada, após uma outra alta, de 0,08%, na semana anterior.

PDG
Após a Viver (VIVR3), que na semana passada se tornou a primeira incorporadora de capital aberto do País a pedir recuperação judicial, uma das maiores empresas do setor no Brasil deve seguir o mesmo caminho, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo. A PDG (PDGR3) deverá recorrer à medida até o fim do ano. Com bilhões de reais em prejuízos acumulados e dificuldade para vender R$ 2,7 bilhões de imóveis em estoque num mercado retraído, a companhia já estaria em negociação com uma empresa de reestruturação financeira.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Vale
“Os preços estáveis e contínua disciplina de custo impulsionaram o Ebitda ajustado da Vale em 2016”, disse a mineradora em apresentação do CEO Murilo Ferreira, durante a conferência anual de Commodities do Itaú BBA.

A estimativa de EBITDA ajustado considera taxa de câmbio média de R$ 3,30 o dólar no segundo semestre de 2016, preços de níquel de US$ 10.500 a tonelada e preços de cobre de US$ 4.750 a tonelada. O número exclui ganhos/perdas na venda de ativos e despesas não recorrentes e inclui os dividendos recebidos de coligadas. A produção de aço deve chegar a 1.612 milhões de toneladas ao final de 2016, e 1.709 milhões de toneladas até 2020, incluindo todos os mercados. O mercado de níquel deve entrar em déficit de 50 mil a 60 mil toneladas em 2016; de cobre tende ao déficit entre 2019 e 2020. A companhia vê manutenção do equilíbrio anual entre oferta e demanda do minério de ferro e estima economia em 2016 de até US$ 15,8 bilhões em custos (queda de 31%) e US$ 1,4 bilhão em despesas. A dívida líquida estimada é de US$ 19 bilhões a 22 bilhões em 2016 com as transações já anunciadas. A meta da dívida líquida é de US$ 15 bilhões a 17 bilhões até 2017.

Petrobras
O noticiário da Petrobras (PETR3;PETR4) também é movimentado. 
A Alpek prorrogou a exclusividade com a estatal por Suape e Citepe. Alpek conseguiu prorrogar por 30 dias a negociação exclusiva com a Petrobras para a potencial aquisição de sua participação na Petroquímica Suape e na Citepe, informou a empresa mexicana em comunicado divulgado ao mercado nesta terça-feira. Em 28 de julho, a diretoria de Petrobras aprovou negociar Suape e Citepe com Alpek. Caso ambas as partes cheguem a um acordo, fechamento da transação dependerá de aprovações de órgãos reguladores, disse a Alpek.

Continua depois da publicidade

Já o Globo informou que, com a prioridade de reduzir sua dívida e sem recursos suficientes para investir em todos os seus projetos, a Petrobras pretende buscar parceiros para explorar as reservas localizadas na chamada cessão onerosa, no pré-sal da Bacia de Santos. A área abrange seis campos com 5 bilhões de barris de petróleo, o que equivale a ao menos 20% das estimativas de reservas do pré-sal já descobertas, mas ainda não comprovadas, que variam de 20 bilhões a 25 bilhões de barris de petróleo. O entrave, segundo uma fonte do governo, é que a estatal não pode “fazer a cessão de direito” dessas áreas, conforme prevê o contrato entre a companhia e o governo, com base na Lei 12.276/2010, que criou o regime de cessão onerosa. Por fim, a Câmara dos Deputados se compromete a votar pré-sal na próxima semana sem alterações, diz o jornal Folha de S. Paulo. 

Braskem
A companhia petroquímica Braskem (BRKM5) anunciou que o seu Conselho de Administração aprovou o pagamento de dividendos no valor de R$ 1 bilhão aos seus acionistas, o que corresponde a R$ 1,25715870797455 por ação (seja ela ordinária ou preferencial classe “A”) e R$ 2,5143174159491 por ADR (American Depositary Receipt). Só vai ter direito ao provento o investidor que detiver ações da Braskem em carteira no fechamento do pregão da segunda-feira, 3 de outubro. O pagamento dos dividendos será realizado a partir do dia 11 de outubro.  

Além disso, a Camex também prorrogou direito antidumping, por um prazo de até 5 anos, aplicado às importações brasileiras de resinas de policloreto de vinila obtido por processo de suspensão (PVC-S), originárias do México. No caso do PVC-S, a Braskem é citada como tendo apresentado petição de início da revisão do assunto pela Camex ** Para os produtores/exportadores dos EUA, será aplicado antidumping de 16%; para os do México, de 18%. No caso do éter, assunto foi avaliado pela Camex a pedido da Oxiteno do Nordeste e culminou com aplicação de direito antidumping de US$ 670,42 a tonelada. 

Marcopolo
A Marcopolo (POMO4) teve a recomendação elevada pelo Itaú BBA para market perform (desempenho em linha com a média do mercado). O preço-alvo é de R$ 3,00 por ação.  

LPS Brasil
A LPS Brasil (LPSB3) vendeu fatia de 70% na Imóvel A Consultoria Imobiliária aos acionistas remanescentes por R$ 1.000.

Cielo
A administradora de meios de pagamento Cielo (CIEL3) comunicou ao mercado que distribuirá R$ 612,365 milhões em dividendos e juros sobre capital próprio, que correspondem a R$ 0,271011056 por ação. O pagamento será realizado na sexta-feira 30 de setembro e só terão direito ao provento os investidores que tinham ações da Cielo em carteira no fechamento do dia 16 de setembro. 

Cosan
A Cosan (CSAN3) comunicou que a Gávea Investimentos reduziu sua participação na companhia de agronegócio, chegando a 4,55% ou 7.930.643 ações, abaixo dos 5% necessários para a participação ser considerada relevante. 

Ainda no noticiário da Cosan, de acordo com portaria do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação, o estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental da Raízen para subsidiar o arrendamento de terminal localizado na margem esquerda do Porto de Santos/SP (Ilha Barnabé) foi selecionado. O terminal é voltado à movimentação de granéis líquidos, em área de aproximadamente 38.000 m².

Eternit
A fabricante de coberturas, caixas d’água, louças sanitárias e soluções construtivas Eternit (ETER3) informou que Victor Adler renunciou ao cargo de membro efetivo do Conselho Consultivo da companhia.    

Fleury
Assim como a Cosan, o grupo farmacêutico Fleury (FLRY3) informou o mercado que a Invesco gestora de recursos reduziu sua participação na empresa e agora tem menos de 5% do capital da Fleury. Em 23 de setembro de 2016, a Invesco passou a deter 7.793.300 ações, o que representa 4,98% do capital social do Grupo Fleury. 

Itaú Unibanco 
O Itaú Corpbanca anunciou que Hector Valdes renunciou à sua posição no conselho de diretores da companhia. Quarto maior banco comercial do Chile, o Itaú CorpBanca é de propriedade do Itaú Unibanco (ITUB4). Pedro Samhan Escandar, também um diretor independente, foi nomeado no seu lugar. 

Saraiva
A livraria Saraiva (SLED4) anunciou que a GWI Asset reduziu sua participação para 26,72% das ações preferenciais da companhia, detendo um total de 4.563.600 papéis. A Saraiva ressaltou em comunicado que se trata de um investimento minoritário que não altera a composição do controle ou a estrutura administrativa da Companhia.

(Com Bloomberg)

Lara Rizério

Editora de mercados do dragão e tigre, cobre temas que vão desde o mercado de ações ao ambiente econômico nacional e internacional, além de ficar bem de olho nos desdobramentos políticos e em seus efeitos para os investidores.

dragão e tigre Mapa do site