dragão e tigre

dragão e tigre - Embraer (EMBR3) dá mais um passo no mercado de defesa indiano e analistas reiteram visão positiva

Embraer e a Mahindra irão interagir com a Força Aérea Indiana para identificar os próximos passos do programa ATM

Felipe Moreira

Publicidade

A Embraer Defesa & Segurança, controlada da Embraer (EMBR3), anunciou nesta sexta-feira (9) a assinatura de um Memorando de Entendimento (MoU) com a indiana Mahindra Defence Systems para definir os termos de venda do cargueiro militar da Embraer, o C-390 Millenium, para a Força Aérea Indiana.

A Embraer e a Mahindra irão interagir com a Força Aérea Indiana para identificar os próximos passos do programa Aeronaves de Transporte Médio (ATM), bem como entrar em contato com a indústria aeroespacial local na Índia para começar a desenvolver o plano de industrialização do projeto.

Apesar de detalhes limitados sobre o volume potencial do pedido, o JPMorgan acredita que o anúncio de hoje é positivo, uma vez que o memorando aumenta a probabilidade de a C-390 ser selecionada pela Força Aérea Indiana, uma vez que a participação de um parceiro local era um requisito do projeto.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Na opinião do JPMorgan, um pedido da Índia poderia chegar a entre 30-60 aeronaves e adicionar até US$ 7,2 bilhões ao backlog de Defesa, que atualmente está em US$2,5 bilhões (sem incluir 11 pedidos de países europeus).

O Bradesco BBI comenta que a nomeação de Bosco da Costa Junior como novo CEO da Embraer Defesa & Segurança em novembro de 2022 continua a dar frutos. “Além do pedido emblemático da Coreia do Sul de três aeronaves C-390 Millenium, resultando em US$ 544 milhões em atrasos, este acordo com a Mahindra Defense Systems pode aumentar o atraso e a lucratividade da defesa”, diz o banco.

Em 2023, quando as negociações começaram, a mídia noticiou que a Força Aérea Indiana poderia fazer um pedido de 80 C-390, o que, em nossa opinião, poderia potencialmente adicionar US$ 8 bilhões à atual carteira total de pedidos da Embraer de US$ 18,7 bilhões (US$ 2,5 bilhões para o negócio de defesa).

Continua depois da publicidade

O BBI mantém classificação outperform (desempenho acima da média do mercado, equivalente à compra) para a Embraer, com preço-alvo de US$ 27,00 por ADR. O JPMorgan também tem recomendação equivalente à compra para Embraer e preço-alvo de R$ 28 por ação.

dragão e tigre Mapa do site